SindiRefeições-RJ se coloca a disposição de empresas para negociar acordos que atendam às orientações governamentais

Em razão da declaração de pandemia do novo coronavírus pela Organização Mundial de Saúde – OMS, ocorrida no último dia 11, a diretoria do SindiRefeições-RJ reforça seu trabalho no sentido de proteger a saúde dos trabalhadores nas empresas de Refeições Rápidas e Coletivas. Entendemos o aumento do risco para grupos de trabalhadores que tem contato próximo com o público em geral, e por isso a necessidade de condições especiais para conter a disseminação da doença (COVID-19).

O Ministério Público do Trabalho orientou que os estabelecimentos adotem “medidas que impliquem em alterações na rotina de trabalho, como, por exemplo, política de flexibilidade de jornada quando os serviços de transporte, creches, escolas, dentre outros, não estejam em funcionamento regular e quando comunicados por autoridades e estabeleçam política de flexibilidade de jornada para que os trabalhadores atendam familiares doentes ou em situação de vulnerabilidade a infecção pelo coronavirus e para que obedeçam a quarentena e demais orientações dos serviços de saúde”.

Entretanto, o SindiRefeições alerta para os danos que possam ser gerados aos trabalhadores que não tiverem seus direitos preservados. Por este motivo, a diretoria se coloca a disposição para, em conjunto com as empresas e trabalhadores, buscar a melhor solução para atender as determinações governamentais.