Refeições Rápidas: Convenção Coletiva 2015 registrada no MTE

A Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) 2015, para os trabalhadores da categoria de refeições rápidas, foi registrada junto ao Ministério do Trabalho e já está valendo para garantir as grandes conquistas da categoria.

Mais uma vez cumprimos a meta de conquistar um aumento salarial que cobrisse todas as perdas inflacionárias do período e trouxesse ganho real para o bolso do trabalhador.

A novidade em relação ao reajuste nessa convenção é que, ao invés de um, serão dois aumentos no mesmo ano: 6,5% em janeiro + 1,5% em julho, sobre os salários de junho.  Garantindo ganho real de 8,09 no ano. Isso, para quem ganha o piso salarial.

Os trabalhadores que recebem salários acima do piso, até o teto de R$ 2500,00, também terão dois aumentos em 2015, sendo 6,5% em janeiro + 1,0% em julho, sobre o salário de junho, totalizando 7,56% no ano.

Comtemplando a reivindicação dos companheiros que recebem acima do teto, seu reajuste será objeto de livre negociação diretamente com a empresa.

Outro ponto forte das negociações e que garantimos na CCT 2015, foi que conseguimos manter o Benefício Social Familiar, porém, 100% custeado pela empresa.

Ou seja, o trabalhador não paga nada por esse benefício, antes os valores eram dividos entre empregado e empresa. Só para se ter ideia, no ultimo ano, dezenas de trabalhadores recorreram ao benefício em virtude de acidentes e, também, para obter os descontos de 15% a 60% em medicamentos. 

Outras garantias importantes da CCT são: pagamento da hora extra com adicional de 50% nas empresas que não tem banco de horas, previsão de negociação da PLR, gorjeta na nota de consumo, auxílio creche, Dia da Categoria de Refeições Coletivas, fornecimento gratuito de uniformes, etc.

Não fique na dúvida!

Entre em contato com o sindicato, converse com nossos assessores e lembre-se de que você é o principal fiscal de tudo o que foi negociado.Se algo estiver errado, denuncie!

Participe do seu sindicato!