Cozinha Escola do Sindirefeições forma Taifeiros da Marinha do Brasil em cursos de Confeitaria e Panificação

Diretoria do Sindirefeições prestigia taifeiros da Marinha do Brasil formados no Curso de Panificação e Confeitaria pela Cozinha Escola.

Diretoria do Sindirefeições prestigia taifeiros da Marinha do Brasil formados no Curso de Panificação e Confeitaria pela Cozinha Escola.

A Cozinha Escola do Sindirefeições-RJ formou, no último dia 23, dez taifeiros da Marinha do Brasil no curso de Confeitaria e Panificação. O presidente do sindicato, João Ricardo, entregou o certificado para os marinheiros e agradeceu a parceria. “Nossa escola está de portas abertas para especializar novos taifeiros da Marinha do Brasil. O que vocês aprenderam aqui serve para a carreira profissional dentro e fora da Marinha”.

O curso durou quatro semanas e foi feito sob encomenda para atender às necessidades da instituição. De acordo com o coordenador da Cozinha Escola, Dudu Mesquita, a Marinha deve começar uma unidade central de produção nas áreas de Panificação e Confeitaria e distribuir para todos os distritos. “Esta especialização tornará a qualidade do produto melhor, além de não dependerem do atendimento de terceiros. Isso será economicamente favorável, pois vão usar a própria força militar, que já é remunerada, e comprarão somente os insumos, reduzindo custos”, declarou.

Os alunos agradeceram a oportunidade e se mostraram surpresos com a modernidade das instalações. “Precisamos estar sempre atentos às novidades. O curso agregou mais conhecimento na nossa área, melhorou o desempenho para distribuir o nosso tempo de trabalho. A estrutura me surpreendeu”, disse o Cabo Cozinheiro Felipe Silva, de 24 anos, responsável pela padaria do 1º Distrito Naval.

O professor de Confeitaria e Panificação que ministrou as aulas, Vanderson dos Santos, ficou surpreso com o desempenho dos taifeiros. “Eles já trabalham com esta área mas fazem em grande quantidade. A parte de Confeitaria e Panificação é uma coisa mais delicada e precisa, tem que prestar muita atenção nas técnicas, pois qualquer coisa errada, perde-se todo o processo. Eles já costumam fazer quatro mil pães por dia. Então, nós ensinamos as técnicas de cálculos para reduzir as perdas e usar material para quantidades exatas de produção”.

A Tenente (RM2-S) Vanessa Misan participou do encerramento do curso e agradeceu, em nome da Marinha, as bolsas concedidas aos taifeiros. “Buscamos esta especialização para aprimorar a capacitação em relação aos militares, a fim de conseguir melhora nos preparos para o bem-estar da população”.

O Sindirefeições pretende continuar o projeto de bolsas de estudos para outras forças armadas, conforme já fez com o Exército Brasileiro, no ano passado. A parceria abriu duas vagas dentro de cada turma dos cursos regulares da Cozinha Escola, e formou mais de 20 soldados.

Confira mais fotos deste dia clicando aqui !

Texto: Gabrielle Torres | Jornalista – Sindirefeições-RJ